topo

Notícias
Cidade de Piranhas ganha apoio do Meninas de Luz
11/10/2017 15h21 - Atualizado em 19/10/2017 14h31

Elisângela Vieira Santos 

A gravidez precoce tem consequências sérias para a vida de adolescentes e jovens. Pode significar riscos para a mãe e bebê, conflitos familiares e psicológicos e abandono escolar. Ciente desse quadro, a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) desenvolve o projeto Meninas de Luz, que passa por processo de expansão no interior do Estado. Nesta quarta-feira, 11 de outubro, a iniciativa foi lançada em Piranhas, durante o Ação Cidadã. O diretor geral da Organização, major Augusto, representou a presidente de honra da OVG, Valéria Perillo, na assinatura do Termo de Cooperação Técnica para que a prefeitura daquele município instale o programa.

 

Com a iniciativa, as adolescentes e jovens grávidas, de até 21 anos, em situação de vulnerabilidade social, de Piranhas, cidade localizada a 310 Km de Goiânia, no sudoeste goiano, serão beneficiadas com o Meninas de Luz. Elas receberão orientações psicossociais sobre a gravidez e sobre os cuidados com os bebês. O projeto funcionará no prédio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que fica na Rua Getúlio Vargas, nº 387, setor Central, ao lado da prefeitura.

 

Grávida de 7 meses do primeiro filho, a secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama de Piranhas, Adrielle Patilla Sousa Rosa Silveira, comenta que como futura mãe “sente na pele” os anseios e a necessidade de cuidados que uma gravidez exige. Ela informa que as atividades do Meninas de Luz começam nos próximos dias. “Hoje, infelizmente, por meio do trabalho do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), desenvolvido em nosso município, temos conhecimento de casos de adolescentes de 13 anos grávidas. Necessitamos muito do Meninas de Luz. Ele será o apoio tão necessário em casos assim”, completa.

 

“É dever da administração municipal dar um acompanhamento especializado à essas jovens mães. Só que em cidades do interior, como a nossa, nem sempre isso é possível. E a OVG, com o Meninas de Luz, vem mudar essa situação”, afirma o prefeito de Piranhas, Eric de Melo Silveira.

 

 O diretor geral da Organização das Voluntárias de Goiás, major Augusto, revela que é com muita alegria que acompanha a expansão do Meninas de Luz para as pequenas cidades do interior do Estado. “Geralmente, as adolescentes não estão preparadas para as mudanças provocadas pela gravidez. E, orientações e carinho previnem doenças e protegem mãe e bebê. O Menina de Luz tem uma equipe multiprofissional especialmente preparada para oferecer isso”, frisa major Augusto.

 

 

Acolhida

 

No Meninas de Luz as futuras mamães são acolhidas por uma equipe multiprofissional, que trabalha temas relacionados à saúde, educação sexual, planejamento familiar e direitos do cidadão. As gestantes recebem acompanhamento médico, psicológico, nutricional, social e odontológico. No projeto, elas participam de oficinas de Artesanato e Beleza. O atendimento não se encerra com o nascimento do bebê. Ele é oferecido até que a criança complete um ano de idade

 

Em Goiânia, o Meninas de Luz já realizou mais de 5 mil atendimentos desde sua criação em 1999. No interior, já foi implantado nos municípios de Alto Paraíso e Orizona e também lançado em Pirenópolis. O trabalho é em parceria com as prefeituras, que ficam responsáveis pelos técnicos e local onde o programa funcionará. A OVG faz o treinamento da equipe, o monitoramento do trabalho e a doação de kits de enxoval de bebê.

 

 

Assessoria de Comunicação e Marketing

(62) 3201-9482 / 3201-9415

www.ovg.org.br

SIGA A OVG NAS REDES SOCIAIS

Rua T-14, n° 249, Setor Bueno, Goiânia-GO, 74.230-130

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento