Notícias
OVG inaugura reforma do Complexo Gerontológico
18/12/2018 18h06 - Atualizado em 10/01/2019 16h41

Marcondes Franco Filho

   Moradores, frequentadores e funcionários do Complexo Gerontológico Sagrada Família da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) participaram, em clima de festa, na tarde desta terça-feira, 18, da inauguração da reforma da unidade pelo governador José Eliton e pela presidente de honra da Organização, Fabrina Müller. Acompanhada pela diretora geral da instituição, Idelma Rodrigues, por grupos de servidores, idosos e familiares beneficiados pelos serviços oferecidos pelo Complexo, Fabrina Müller percorreu todas as partes que receberam melhorias.

 

   O que se via era uma transformação surpreendente com a revitalização completa da estrutura física dos departamentos e dos espaços de convivência dos usuários. Os idosos retornaram ao novo Complexo Gerontológico após permanecerem no Recanto Dom Orione durante a realização das obras. Eram visíveis a satisfação e a surpresa dos moradores com a casa restaurada e de cara nova.   

 

  O governador afirmou que foram várias as obras inauguradas pelo seu governo em todo o Estado, “mas entregar essa unidade da OVG completamente reformada e ser recebido aqui de forma carinhosa pelos usuários, familiares, amigos e funcionários desta unidade, é algo que nos fala ao coração, uma iniciativa que contribui e muito para elevar o padrão de vida das pessoas da melhor idade”, disse. “A agenda que cumpro hoje aqui mostra que com trabalho e dedicação é possível ao governo responder aos anseios da sociedade”, destacou José Eliton.

 

  Fabrina Müller frisou que a inauguração da reforma era “motivo de felicidade e orgulho para todos nós. Nada melhor que o nosso lar e voltar à nossa casa totalmente renovada é uma grande alegria”, afirmou. Emocionada, agradeceu a todos os funcionários e colaboradores da OVG que ajudaram a tornar realidade o projeto de reforma do Complexo Gerontológico.

 

  Fabrina destacou ainda que, com a realização das obras, a unidade poderá qualificar melhor o atendimento e oferecer um ambiente mais acolhedor aos idosos. Se referindo ao papel de presidente de honra da OVG, o braço social do Estado, ela observou ser “grandioso servir de instrumento para ajudar tantas pessoas que precisam do nosso amparo”, concluiu.

  

Parceria


   As obras no Complexo Gerontológico foram executadas por força de parceria entre a Organização, Governo do Estado e a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop). A OVG, uma Organização Social (OS), destinou R$ 460 mil em recursos próprios e oriundos de captação junto a empresas parceiras para viabilizar a reforma.

 

   A Agetop aplicou no empreendimento mais R$ 1,2 milhão, totalizando R$ 1,66 milhão, recursos que foram aplicados nas obras físicas e também na reforma e aquisição de mobiliário, serviços de jardinagem e implantação da pista de caminhada para os idosos, uma novidade que vai contribuir para uma vida mais saudável e socialização de moradores e frequentadores.            

 

   A diretora geral da OVG, Idelma Rodrigues, assinalou que devolver o Complexo aos moradores após o período de reforma, era “exemplo inspirador e modelo de atenção à terceira idade a serem seguidos por quem integra a esfera pública e é tomado pelo sentimento de responsabilidade social e amor ao próximo”.

 

   Dionísio Sganzerla, morador de uma das casas lares da unidade da OVG, falou em nome dos colegas, destacando “a beleza e o conforto das nossas novas casas”. Ele agradeceu ao governo do Estado e à OVG, “que fazem um bonito trabalho ao acolher os idosos com tanto carinho e amor”.  

 

   Marilene Santos, de 66 anos, aluna do Projeto Inclusão Digital Já ministrado pelo Complexo, elogiou a reforma. “Os moradores e frequentadores merecem isso. Nós estamos muito felizes”, citou. Geraldina Maria de Jesus, de 82 anos, moradora da unidade há 10 anos, não se conteve de alegria ao entrar na casinha de pintura e pisos novos. “Dá vontade de não sair mais daqui e ficar o dia todo apreciando essa belezinha”, relatou, satisfeita. Os ocupantes de quartos do ILPI disseram ter gostado dos armários novos e dos quadros com bonitas frases colocados nas paredes. “O ambiente ficou mais alegre e suave”, apontou um morador.  

 

  O evento teve animação do Circo Laheto, com brincadeiras de palhaços e pernas de pau, e da Orquestra Shallon, que tocou canções natalinas, entre outras. A solenidade teve a presença do presidente da Agetop, Luiz Kimura, da diretora de Ações Sociais da Organização, Jeane Abdala, e da diretora do Programa Bolsa Universitária, Rúbia Prado, além de gerentes e colaboradores de unidades da OVG.

 

Serviços executados

 

   O Complexo Gerontológico Sagrada Família recebeu pintura interna e externa, beneficiando o Centro Dia, a Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), Administração, Lavanderia e Refeitório e outras dependências. Os pisos foram trocados e feita pintura interna e externa das instalações, bem como substituição parcial da rede de água e troca das tubulações das instalações hidráulicas da cozinha.

 

  Também foi feita a substituição de portas danificadas dos alojamentos e da Administração e das maçanetas e fechaduras. Todos os 24 banheiros dos alojamentos (ILPI) foram reformados, com a restauração de pisos, paredes e as instalações hidráulicas e sanitárias, além da troca de louças e metais (torneiras e outros) e substituição das caixas de descargas por caixas acopladas.

 

  O Consultório Odontológico recebeu nova pintura, piso e pias, além da construção de lavatório de mãos para o dentista. Portas e fechaduras do Posto de Enfermagem foram substituídas e foram trocadas mais de 500 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas led, medida que vai gerar economia no consumo de energia elétrica. A grade da fachada da unidade e o muro externo fora pintados. As Casas Lares tiveram reparos dos telhados, nos forros de gesso e nova pintura interna com massa corrida, troca de piso e novas cerâmicas foram colocadas nas paredes externas das moradias. 

 

 Nas unidades habitacionais do Complexo foram substituídas 70% das portas, sendo instaladas portas venezianas, mais modernas e práticas. Uma casa, a de nº 2, chamada Casa Modelo, recebeu calçadas externas mais largas e lâmpadas led embutidas no forro de gesso. O projeto de reforma das Casas Lares comtempla ainda a pintura das rampas de acesso. 

 

  A guarita da entrada do Complexo Gerontológico foi repintada, bem como o bloco que abriga o Departamento de Assistência Social, com pintura interna e externa. As paredes externas do Ginásio de Eventos também tiveram nova pintura e a rampa de acesso passou por adequação da inclinação, para maior segurança, principalmente de cadeirantes. Ainda na área da rampa de acesso foi feita uma grelha de captação de água pluvial para evitar alagamentos.

 

  O quiosque central se beneficiou com a reforma e as piscinas ganharam enroladores de capa, fixados ao piso. Os vestiários foram repintados e foi providenciada a instalação de postes de alambrados, de ducha fria e construção de meios-fios na área vizinha. Também nas piscinas foi realizada a troca dos revestimentos cerâmicos de piso e parede dos vestiários, que também receberam novos vasos sanitários e portas de boxes.

 

  Chamou a atenção dos participantes da inauguração a exuberância dos novos jardins que passam a ornamentar o Complexo, além da pista de caminhada, também enfeitada com belos jardins e vários bancos e luminárias simetricamente distribuídos. A Capela da unidade foi incluída no projeto de reforma e teve melhorias para proporcionar mais conforto aos frequentadores e moradores.

 

Referência

 

  O Complexo Gerontológico Sagrada Família é referência no atendimento a pessoas com mais de 60 anos, dentro dos padrões da Política Nacional do Idoso e do Estatuto do Idoso. Oferece apoio multiprofissional, com o objetivo de promover qualidade de vida e longevidade. É constituído pela Instituição de Longa Permanência (ILPI), Casas Lares, Centro Dia e Centro de Convivência, todos beneficiados com as obras de reforma. Em 2018, atendeu, mensalmente, 447 idosos, sendo 96 moradores e 351 frequentadores.

 

   Sua história remonta ao Abrigo dos Velhos, obra mantida pela antiga Legião Brasileira de Assistência (LBA) e os Vicentinos. Em 1966, foi registrado como instituição filantrópica e recebeu o nome Abrigo Sagrada Família porque tinha à frente as Irmãs da Congregação Sagrada Família. Foi a primeira unidade de atendimento da OVG, que assumiu sua administração em 1976. Em 1998, a Agetop deu início à edificação das 30 casas geminadas em área anexa ao Abrigo.

                                

 

 

SIGA A OVG NAS REDES SOCIAIS

Rua T-14, n° 249, Setor Bueno, Goiânia-GO, 74.230-130

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento