Notícias
Governador e Gracinha Caiado recebem ministro
19/02/2019 19h17 - Atualizado em 21/02/2019 17h30

Karinthia Wanderley e Elisângela Vieira Santos

   O governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado, receberam nesta terça-feira, 19 de fevereiro, o ministro da Cidadania, Osmar Terra. A comitiva do ministério veio à capital conhecer os dados do Índice Multidimensional de Carência das Famílias de Goiás (IMCF) relativos aos municípios com os indicadores mais preocupantes de Goiás. Os números foram apresentados no auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, durante reunião do Gabinete de Políticas Sociais. 

 

   O evento contou com a presença dos prefeitos das dez cidades, além do vice-governador Lincoln Tejota; prefeito de Goiânia, Iris Rezende; diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado; vice-presidente de honra da OVG, Priscilla Tejota; secretários Marcos Cabral (Desenvolvimento Social), Edival Lourenço (Cultura), Rafael Rahif (Esporte), Valeria Torres (Comunicação); diretor do Instituto Mauro Borges, Cláudio André Gondim; secretário especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, e o secretário especial adjunto da Cultura, José Paulo Martins, entre outras autoridades. 

 

   Gracinha falou da responsabilidade em agir como a primeira-dama de todo o povo goiano e da importância da agilidade para definir as ações. “O governador Ronaldo Caiado criou o Gabinete de Políticas Sociais para que pudéssemos unir forças nesse desafio histórico de mudar a vida dos mais carentes. Em menos de 50 dias, o governo abriu todas as informações dos 246 municípios goianos do Cadastro Único. Dados que são como uma bússola para agir no que realmente é importante.  Com o Ministério da Cidadania ao nosso lado, não tenho dúvidas de que vamos conseguir chegar em cada família que vive duras carências sociais em seu dia-dia”, analisa. 

 

   Para o governador Ronaldo Caiado, a prioridade é traçar estratégias para resgatar as famílias que se encontram em grave situação de privação. “Esse estudo realizado pelo Instituto Mauro Borges é amplo e minucioso, que verifica a situação das famílias por domicílio verificando condições de moradia, educação, renda. Identificamos as crianças que estão fora da escola, o cidadão que tem uma casa em que não tem revestimento de piso, que tem as condições de habitação precárias. Cabe a nós mudar a realidade dessas pessoas. Com o apoio do governo federal, temos convicção de que conseguiremos reverter essa situação”, pontuou.

 

   O ministro Osmar Terra reafirmou o apoio do Governo Federal, além de propor parceiras para ajudar, principalmente esses municípios identificados como mais vulneráveis. “O Ministério da Cidadania irá buscar parceiras para levar cursos profissionalizantes, com o apoio do Sistema S, e assim explorar as potencialidades de cada um desses dez municípios, de acordo com os Arranjos Produtivos Locais. Além de estimular atividades de cultura e esporte para os jovens”, afirmou. 

 

   O prefeito de Cavalcante, Josemar Freire, disse ter recebido com tristeza a notícia de que seu município está em primeiro lugar no Índice Multidimensional de Carências das Famílias de Goiás, mas que se sente confiante nas ações propostas pelo governo Ronaldo Caiado. “Somos o quarto maior município goiano em extensão territorial e 53% da nossa população vivem sem energia elétrica. Algumas de nossas crianças chegam a percorrer 140 quilômetros em estradas de chão para assistir aulas. Em alguns locais, só se chega no lombo de um burro,” contou. No final do encontro, no entanto, ficou otimista com o apoio que receberá dos governos estadual e federal. “Vamos dar a volta por cima e mudar essa realidade graças a esse apoio”.

  

Gabinete de Políticas Socais 

   O encontro teve início no período da manhã, ocasião em que os prefeitos dos municípios com os piores índices do IMCF relataram os principais problemas enfrentados por seus municípios.  Organizado pelo Instituto Mauro Borges (IMB), o Índice Multidimensional de Carências das Famílias de Goiás tem como objetivo avaliar a realidade das famílias em situação de vulnerabilidade social de uma forma mais ampla. Além da ausência de renda, visa indicar as variadas privações, como a taxa de analfabetismo, falta de água canalizada e energia elétrica, evasão escolar e até ausência de banheiros nas moradias. 

 

   Cavalcante, Colinas do Sul, Amaralina, Teresina de Goiás, Monte Alegre de Goiás, Montividiu do Norte, Santa Terezinha de Goiás, Campinaçu, Hetoraí e Matrinchã foram os municípios apontados pelo (IMCF). Ao dar início aos trabalhos, ainda de manhã, Gracinha Caiado disse que o foco da iniciativa é a família goiana. A prioridade, segundo ela, é trabalhar em conjunto com estes municípios traçando estratégias para resgatar as famílias que se encontram em grave situação de privação. 

 

   Ela ressaltou que o encontro será o primeiro de uma série do Gabinete de Políticas Sociais com o objetivo de lançar ações em múltiplas áreas, como educação, saúde e habitação, para devolver a dignidade ao povo goiano. “Com responsabilidade, transparência e parceria com os municípios, aqui reunidos, chegaremos lá,” acrescentou. 

 

    Antônio da Penha Machado de Camargo, prefeito de Santa Terezinha de Goiás, disse ter certeza que o estado de Goiás, agora, está em boas mãos. “Tenho mais de 30 anos de vida pública e nunca tinha visto uma primeira-dama fazendo o que a Gracinha Caiado faz. Agora sim, tenho plena confiança e convicção de que teremos condições de levar cidadania e dignidade para os nossos municípios.” 

 

   A prefeita de Matrinchã, Cláudia Valéria de Araújo, afirmou que Goiás tinha a necessidade de um olhar como o que Gracinha Caiado está tendo para com o povo goiano. “É um olhar maternal, de amor e preocupação para quem precisa.”

                                                 

Assessoria de Comunicação e Marketing Institucional

(62) 3201-9482

SIGA A OVG NAS REDES SOCIAIS

Rua T-14, n° 249, Setor Bueno, Goiânia-GO, 74.230-130

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento