Notícias
OVG assume Banco de Alimentos

Marcondes Franco Filho

     A Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) assinou na manhã desta terça-feira, 9, o Termo de Cooperação para assumir a gestão do Programa Banco de Alimentos, que era desenvolvido pela Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa), com apoio da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e o Governo de Goiás.

    A assinatura do ato que celebrou a parceria da OVG e a Seapa, com o objetivo de ampliar o acesso das famílias mais vulneráveis a uma alimentação de qualidade e combate à fome, aconteceu durante o evento que marcou o balanço dos seis meses de gestão da área agropecuária no governo de Ronaldo Caiado.

    O Banco de Alimentos será reformulado, de forma a melhorar e ampliar os alimentos distribuídos à população mais vulnerável de todo o Estado. O evento contou com a participação da presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, Gracinha Caiado, e da diretora-geral da Organização, Adryanna Melo Caiado.

    A Secretaria havia se tornado uma superintendência executiva no governo anterior e foi reestruturada agora para cumprir sua função de reorganizar e desenvolver as atividades do agronegócio e dar suporte e estímulo ao produtor rural. O governador Ronaldo Caiado destacou que uma de suas primeiras ações de governo foi recriar a Secretaria de Agricultura para dar suporte ao produtor rural. Citou as ações adotadas pelo Estado para a reinserção das pessoas mais vulneráveis em um cenário de mais dignidade e cidadania, enfatizando o trabalho fundamentado no Índice Multidimensional de Carência das Famílias Goianas para levar qualidade de vida às regiões mais afetadas pela pobreza. Ele ressaltou a importância das ações “de mãos dadas” para reverter o quadro de dificuldades das famílias em risco social.

   “Nosso governo é para o cidadão se sentir bem, para perceber a mão do Estado melhorando a vida dele. Tudo com transparência e respeito à coisa pública. As pessoas vão constatar que mudou o jeito de governar e que estamos trabalhando com dedicação e criatividade tendo em vista o desenvolvimento do Estado de Goiás”, assinalou Ronaldo Caiado.

    A presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado, afirmou que as iniciativas da OVG, em parceria com a Secretaria de Agricultura e a Ceasa, vão levar alimentos às famílias mais carentes do Estado. Segundo ela, o governo tem mapeado, com nomes e endereços, todas as 750 mil famílias vulneráveis em Goiás.

 Iniciativa de esperança

      “Muitas vezes as crianças vão para a escola apenas para comer a merenda e a fome prejudica o aprendizado. O país é um grande produtor de alimentos e não podemos permitir que as pessoas passem fome. Essa é uma iniciativa de esperança, fazer com que alimentos que seriam jogados no lixo, que não são comercializados e estão em boas condições de serem consumidos, passem a fazer parte das refeições de famílias mais carentes”, disse.  Gracinha citou que todo o processo contará com as parcerias de prefeituras municipais, da sociedade e de entidades de classe, para aumentar a oferta de alimentos.

     Ela enfatizou a importância da “aliança do bem”, formada com as parcerias, para matar a fome nas regiões mais pobres do Estado. Além de alimentos desidratados que foram doados para a complementação alimentar, as famílias em risco terão também os produtos fornecidos pelo Banco de Alimentos e cestas básicas. 

      “Como dizia o sociólogo Betinho nos anos 1980, quem tem fome, tem pressa. O governo tem pressa, a OVG tem pressa e as famílias têm pressa, e precisamos trabalhar para fazer com que a fome seja uma coisa do passado”, finalizou a presidente de honra da OVG.

 Novo programa

     Como nova gestora do Banco de Alimentos, a OVG pretende ampliar a rede de parceiros para a captação de alimentos, aperfeiçoar o cadastro das famílias e entidades beneficiadas e utilizar novas tecnologias para melhor aproveitamento dos alimentos, como desidratação, congelamento e produção de alimentos compostos. Apoiar a gestão pública na execução de ações como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de promover iniciativas de educação alimentar e nutricional em conjunto com instituições sociais que apoiam pessoas em situação de vulnerabilidade social e pobreza são outras prioridades da OVG para o Banco de Alimentos, que foi criado há nove anos na Ceasa.

    Segundo a diretora-geral, Adryanna Melo Caiado, a OVG está confiante de que essa parceria renderá bons frutos, assumindo o compromisso de aperfeiçoar o programa, de forma a ampliar o número de pessoas e instituições atendidas. “Nosso compromisso é trabalhar para transformar a vida das pessoas em situação de vulnerabilidade social”, disse Adryanna Caiado.

     De acordo com o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, a parceria entre Seapa, por meio da Ceasa-GO, e a Organização das Voluntárias de Goiás permitirá aumentar em até 25% o número de famílias e entidades que serão atendidas pelo Banco de Alimentos. “O projeto já existe, mas só tem a ganhar com essa soma de esforços. Dessa forma, será possível ampliar essa importante ação social que é desenvolvida no Estado”, destaca.

     A Organização das Voluntárias de Goiás planeja promover oficinas de capacitação com os produtores e pessoal ligado à execução do programa, com o objetivo de reduzir o desperdício de alimentos no campo e ao longo de todo o processo e realizar a compostagem dos alimentos que não foram aproveitados. Devem ser implementadas medidas visando o redesenho do programa de modo a ampliar o número de beneficiados e minimizar as perdas. O Banco de Alimentos trabalha em conjunto com os concessionários e permissionários do entreposto de Goiânia.

     Em 2018, cerca de 1,2 mil toneladas de hortifrútis foram doadas para 65 entidades e 724 famílias cadastradas. A ideia é atuar para assegurar o fornecimento e distribuição de alimentos, além de ampliar o alcance social do Banco de Alimentos, aproveitando a experiência e referência da OVG em ações voltadas para pessoas em situação de risco nutricional.

 

Assessoria de Comunicação e

Marketing Institucional

(62) 3201-9482

www.ovg.org.br

 

 

 

  links relacionados

SIGA A OVG NAS REDES SOCIAIS

Rua T-14, n° 249, Setor Bueno, Goiânia-GO, 74.230-130

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento